Meu perfil
BRASIL, Sudeste, DIVINOPOLIS, SANTA ROSA, Homem, Portuguese, Esperanto, Música, Arte e cultura, Idiomas

Histórico
Categorias
Todas as Categiorias
  Esperanto
  Muziko
  Curiosidades
  TIM ArtEducAção
  Kultura


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
(Eo) Esperanto Minas
(Eo) Novo Lernu - Pt
(Eo) Kurso de Esperanto
(Eo) Multlingva Informcentro pri Esperanto
(Eo) O que é Esperanto - Wikipedia/Pt
(Eo) Esperanto Brasil Gxangalo
(Eo) Esperanto em UFSC
(Eo) Volapug - Quadrinhos em Eo
(Eo) Jogos em Eo - Ludoj
(Eo) Esperanto Klubo Pouso Alegre
(Eo) Gerda Malaperis - La filmo
(Eo) UEA: Universala Esperanto-Asocio
(Eo) Projekto NESTO de Grupo Monda
(Eo) Fenestro de Esperanto
(Eo) Libroj en Eo - Domínio Público
(Eo) Amikumu
(Eo) BEL Brazila Esperanto-Ligo
(Eo) Karesemio
(Eo) Parolu Mondo
(Eo) Esperanto na Filatelia
(Eo) Gxangalo
(Eo) Radio Verda
(Eo) Informações adicionais em português sobre o Esperanto
(Eo) Polskie Radio VV
The Corrs
A Música Brasileira para Flauta Doce
Orquestra Sinfônica Brasileira
Yamaha Musical do Brasil
Irmãos Vitale - Música
Esquinq da Música
Music Express
Partituras, Vai La
Guilherme Arantes
Palco mp3
ESTADO ZEN - banda
Virgílio mais Nois - banda
IncorporAr-te
Rádio 94 FM - Divinópolis MG
Orkut
Google
Google Maps
Google Talk
You Tube
TIM - MG
Telemig Celular
Vivo Minas
Super Interessante - Revista
Mega Minas
Faz Fácil
Eidos - Games
Final Fantasy VII - Advent Children
Square Enix - Games
e- fotos
Pref. Munic. de Divinópolis MG
Air Minas
Zaroio.com
Cadastrando seu Site
TV BR Digital'
Cifraclub
Grupo Musikalma UOL BLOG
Slide - Orkut
Coral del Chiaro
Gmail.com
O Fuxico
Guinees Book Word Record
La Plej Malgranda Jxurnalo de la Mondo/Pt
Grupo Musikalma UOL K
Orquestra Vereda Tropical
Estudio Tropical
Wikipedia
Arte e Cultura
SEMC - Secretaria Municipal de Cultura
Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais
Multiply
UOL
BOL
SANTO DAIME - CEFLURIS
SANTO DAIME - Ser Divino
SANTO DAIME - A Família Juramidam
SANTO DAIME - Beija Flor de Luz
SANTO DAIME - Céu da Águia Dourada
SANTO DAIME - Céu do Dedo de Deus
SANTO DAIME - Céu do Planalto
SANTO DAIME - Chave de São Pedro
SANTO DAIME - Céu Sagrado
SANTO DAIME - João Paulo
Tattoodle







Bom Despacho minha terra natal

 
 

Bom Despacho minha terra natal

Bondespaŝo la urbo ke mi naskiĝis

Bom Despacho a cidade em que nasci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Bom Despacho é um município brasileiro, localizado no centro oeste de Minas Gerais, a 156 km de Belo Horizonte, o município fica a 768 m de altitude. Também é considerada pólo para algumas cidades menores próximas.


 Brasão do Município de Bom Despacho

O Brasão é formado por um círculo azul, tendo em volta uma faixa branca, com os seguintes dizeres: na parte superior, "Bom Despacho - Minas Gerais" e, na parte inferior, "Fé, Energia e Trabalho".

Sobre o círculo, encontra-se um triângulo amarelo, lembrando o triângulo da bandeira do Estado de Minas Gerais, tendo no seu interior o desenho da Igreja Matriz de N.Sra. do Bom Despacho, o mais importante monumento religioso, artístico e histórico da cidade. Abaixo do triângulo, "1 de junho de 1912", dia histórico da instalação solene do novo município de Minas Gerais, na república Federativa do Brasil.

O círculo azul é o céu do Brasil e o amarelo representa o brilho do ouro e as riquezas de Minas Gerais.



Categoria: Curiosidades
 Escrito por Anderson às 10:27:59
[] [envie esta mensagem] []



Bom Despacho minha terra natal

 
 

Bom Despacho minha terra natal

História

A História da formação de Bom Despacho iniciou-se na ponte do Lambari, alongando-se para oeste, até atingir as nascentes do Picão, daí em diante, à fazenda da Piraguara e ao Rio São Francisco. No início da segunda metade do século XVII cessada a febre do ouro e com as minas quase já sem exploração, ocorreu uma decadência de Pitangui assim como toda a Capitania.

Muitos dos que viviam nessa região partiram para a região entre os rios Lambari e São Francisco em busca de subsistência por meios de outras atividades econômicas. Na área deu formação de quilombos, mas que foram liquidados.

As áreas conquistadas foram sendo distribuídas em sesmarias, resultando na formação das primeiras fazendas de criação de gado.

A partir de 1770, o Capitão Francisco de Sá é mencionado como o primeiro criador de gado, na condição de proprietário da fazenda do Picão. Daí em diante intensificou-se o processo de ocupação, com o surgimento de novas fazendas, estendendo-se até o final do século. Aproximadamente nesse época foi erguida uma capela que tornou-se centro polarizador. Com o decorrer dos anos ficou rodeada de outras construções, como casas, ranchos, e vendas favorecendo a formação do Arraial da Nossa Senhora do Bom Despacho.

Existem controvérsias a respeito do nome do município. Uma vertente o atribui à devoção do fundador da capela , Luiz Ribeiro da Silva, que como outros portugueses povoadores do oeste mineiro, era procedente da Província do Minho, norte de Portugal, onde era fervoroso o culto a Nossa Senhora do Bom Despacho. Outra corrente afirma que a denominação surgiu na ocasião de uma seca prolongada, ocorrida entre 1767 e 1770, penalizando pessoas, animais e lavouras. Então os devotos de Nossa Senhora do Bom Despacho fizeram súplicas e orações pedindo chuva. Certos de que suas preces foram ouvidas, pois a chuva não demorou chegar, ergueram a capela em honra à Santa. Foi em 1801 e 1831, que o arraial começou a desenvolver seu potencial.

A principal atividade econômica era criação de gado, secundada pela produção de rapadura e aguardente, bem como as culturas de arroz, milho, mandioca e algodão. Em 1812, o arraial constituído ao redor da Capela de Bom Despacho, através da carta régia, atingiu a condição de instituição civil.

Com a aquisição de contornos urbanos, resultante do desenvolvimento do comércio e do setor produtivo local, a comunidade requereu inutilmente, durante anos, a elevação do arraial à categoria de Vila.

O município só foi criado em 30 de agosto de 1911. A Vila foi efetivamente instalada em 1 de junho de 1912, contando com dois distritos: Bom Despacho e Engenho do Ribeiro.

Economia

Serviços, indústria e agricultura são as atividades econômicas mais importantes. O PIB em 2005 foi de aproximadamente R$393 milhões (R$41 milhões de impostos, R$223 milhões em serviços, R$77 milhões da indústria e R$51 milhões provenientes da agricultura).

Possui 560 produtores rurais em 63.000 hectares de terras (2006). 179 fazendas tinha tratores (2006). Cerca de 2000 pessoas estiveram envolvidas na agricultura. As principais culturas são soja, arroz, cana de açúcar e milho, além de possuir a terceira maior bacia leiteira de Minas Gerais. Em 2006 havia 78.000 cabeças de gado enquanto que a avicultura o aumento também foi significativo, com mais de um milhão de cabeças em 2006.

Saúde e Educação

No setor da saúde, possui 12 clínicas de saúde pública (2005) e 2 hospitais privados. Pacientes com condições mais graves de saúde são transportados para Belo Horizonte. Na área de educação, possui 20 escolas primárias, 6 de ensino médio e 18 pré-primárias além de uma universidade (UNIPAC) que oferece 19 cursos de graduação e 3 de pós-graduação.

Geografia

Bom Despacho fica a 156 km de Belo Horizonte e tem por volta de 44.000 habitantes. O município se destaca na região no campo da Agropecuária especialmente Pecuária Leiteira. Bom Despacho é um centro regional sendo que seus municípios limítrofes buscam na cidade produtos e serviços que não encontram em seus próprios municípios. Como exemplo disto a cidade tem se destacado na área universitária por abrigar uma faculdade com diversos cursos (UNIPAC) que traz alunos de várias regiões do interior de Minas Gerais para estudar no município.

Encontra-se na região do Alto São Francisco e é banhada pelos rios Lambari e Picão.Esta região abrange as nascentes do rio São Francisco atingindo o Lago de Três Marias. O distrito de Engenho do Ribeiro localiza-se a 30 km da sede.

Conhecida por ser uma cidade organizada e agradável de se viver, além de possuir indíces de criminalidade quase nulos devido a presença constante do policiamento o que gera uma importante sensação de segurança entre os moradores.

Tem quase a totalidade de suas vias pavimentadas e iluminadas, além de ser conhecidade também por ser uma cidade limpa.

Está localizada em um local estratégico, tendo fácil acesso á importantes mercados como Belo Horizonte, São Paulo, Brasília entre outras, o que favorece para que novas indústrias se instalem na cidade.

Distância entre capitais:

  • Belo Horizonte/MG - 156 km
  • Brasília/DF - 730 km
  • Rio de Janeiro/RJ - 576 km
  • São Paulo/SP - 580 km

Personalidades

Olegário Maciel: ex-governador de Minas Gerais.

Irmã Maria: a irmã de caridade Emma Giosepha Blasigni, mais conhecida como Irmã Maria, nasceu em 28 de fevereiro de 1904. Seus pais, imigrantes da Áustria / Itália acabavam de chegar ao Brasil, no início do século XX. Emma cresceu, e decidiu se tornar freira. Chegou a Bom Despacho em 1948/1949, e permaneceu na cidade até o fim de sua vida. Irmã Maria é lembrada pelos bom-despachenses por sua grande caridade aos pobres, amor, perseverança e simpatia. Começou trabalhando na Santa Casa de Misericórdia, e, com ajudas e doações, construiu uma Capela no Bairro São Vicente. Em 1967, no Campo da Aviação (Bairro São Vicente) ela funda o Grupo Escolar Irmã Maria, hoje Escola Estadual Irmã Maria. Trabalhou na escola por mais de 20 anos, inicialmente ao lado das Irmãs Maria José Píramo e Odete (esta última já falecida). Aliás, recentemente, foi lançado um livro com sua biografia, intitulado Eis a Serva da Caridade.

Irmã Maria foi uma pessoa que contribuiu muitíssimo para com Bom Despacho, pois nesses anos todos, com auxílios e doações, ajudou à muita gente. Por isso, jamais deve-se esquecer dela ao se falar em Bom Despacho. Doente, no início dá década de 1990 ela é levada para Curvelo - MG, onde vem a falecer em 28 de abril de 1993. Foi enterrada em Bom Despacho.



Categoria: Curiosidades
 Escrito por Anderson às 10:26:52
[] [envie esta mensagem] []



Bom Despacho minha terra natal

 
 

Bom Despacho minha terra natal

 

Administração

Cultura e Comunicação

Acontece periodicamente a Feira do Livro, que já contou com edições em 1991, 1997, 1998, 1999, 2005 e 2006, coordenada pelo Museu da Cidade (MdC). Já se tornou parte das comemorações do final de ano, o Concurso de Presépios (também coordenado pelo MdC).

Curiosidades

  • Entre 1762 e 1765 portugueses fundam o Arraial de N. Sra. do Bom Despacho do Picão. No início do século XX o município consegue a sua emancipação política.
  • Bom Despacho está a 156 km de Belo Horizonte, numa região que vai das nascentes do Rio São Francisco até o grande Lago de Três Marias.
  • A cidade está em uma rota de turismo que liga as regiões do Pantanal e de Caldas Novas às praias do litoral Sudeste o Norte de São Paulo ao Sul da Bahia.
  • A maioria da população é de origem lusitana. Os descendentes de africanos são parte expressiva da população, como também os descendentes de alemães, austríacos, libaneses, italianos e espanhóis.
  • A cidade tem uma grande vocação para o turismo, apresentando aos visitantes histórias fantásticas e lugares inesquecíveis.
  • A Biquinha, no centro da cidade, era o sítio de descanso dos bandeirantes. Hoje, há uma certeza em Bom Despacho: quem bebe a água da Biquinha e come os biscoitos da Mariquinha garante a volta à cidade.
  • A padroeira da cidade, Nossa Senhora do Bom Despacho, era conhecida em Portugal como a Senhora do Sol. Por esse motivo, Bom Despacho é chamada de Cidade da Senhora do Sol.
  • O artesanato é um rico atrativo de Bom Despacho. A indústria moveleira, com produtos de alta qualidade, atrai visitantes de outras localidades.

fonte: SESC-MG



Categoria: Curiosidades
 Escrito por Anderson às 10:23:14
[] [envie esta mensagem] []



Bom Despacho minha terra natal

 
 

Bom Despacho minha terra natal

 

A Bandeira

O desenho da Bandeira de Bom Despacho é constituído de duas cores principais - o verde e o vermelho -, tendo no centro o Brasão da Cidade. O verde representa o Brasil e o vermelho lembra Portugal, pátria dos fundadores da pequena aldeia que deu origem à cidade.

1
dizeres: BOM DESPACHO - MINAS GERAIS
2
CÍRCULO AZUL
3
Igreja Matriz
4
TRIÂNGULO AMARELO
5
dizeres: 1 DE JUNHO DE 1912
6
dizeres: FÉ, ENERGIA E TRABALHO
7
cores Verde e Vermelho

A Bandeira de Bom Despacho foi instituída no primeiro governo do prefeito Geraldo Simão Vaz (1967 - 1971), por iniciativa de Jacinto Guerra, no exercício de seu mandato de vereador, no mesmo período, com estudo e desenho da artista plástica Nilce Coutinho Guerra, atual museóloga-diretora do Museu da Cidade.



Categoria: Curiosidades
 Escrito por Anderson às 10:20:14
[] [envie esta mensagem] []



Desfile de aniversário da cidade de Divinópolis

 
 

Desfile de aniversário da cidade de Divinópolis

População prestigia desfile de aniversário da cidade

 

02/06/2009

A avenida 1º de Junho foi tomada pela população na manhã da segunda-feira (01/06), que compareceu em peso para assistir ao desfile cívico-militar em comemoração ao aniversário da cidade de Divinópolis MG. Várias autoridades estiveram presentes no palanque oficial, montado no cruzamento com a rua Rio de Janeiro e acompanharam as várias entidades que desfilaram em homenagem aos 97 anos da cidade. A organização e a emoção foram destaques na data magna do município que, agora, inicia a contagem regressiva para o centenário em 2012.

A solenidade teve início pontualmente, às 8h, na rotatória da praça Dom Cristiano (Praça da Catedral), onde houve o hasteamento das bandeiras do Brasil, de Minas Gerais, de Divinópolis, e de São Gonçalo do Pará, Cidade Amiga 2009. Em seguida, o vice-prefeito e o prefeito de Divinópolis, Francisco Martins e Vladimir Azevedo, respectivamente, o prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, e o Padre Reni Nogueira dos Santos, representante da Diocese de Divinópolis, discursaram sobre a data magna do município. Vladimir Azevedo entregou um troféu ao prefeito de São Gonçalo em referência àquele município ter sido escolhida “Cidade Amiga 2009” e uma placa ao Padre Reni em homenagem aos 50 anos da Diocese de Divinópolis.

O prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, afirmou ser uma satisfação enorme receber esta homenagem. “Todos nós, sãogonçalenses, estamos emocionados e felizes por este reconhecimento. Os nossos municípios são próximos e os munícipes têm sempre uma convivência harmoniosa. Também nos sentimos felizes em participar das comemorações dos 97 anos de Divinópolis, a nossa 'Princesinha do Oeste', a capital do centro-oeste. Todos nós da região torcemos muito para que Divinópolis continue crescendo, se desenvolvendo, alavancando o crescimento de toda a nossa região. Que Deus dê a cada divinopolitano muita saúde e muita força para que continue trabalhando firme até a chegada do centenário, que será uma grande festa, que nós da região estaremos sempre apoiando e torcendo para que tudo caminhe da melhor maneira possível”, disse.

Vladimir Azevedo ressaltou que a comemoração do aniversário de 97 anos de Divinópolis abre a contagem regressiva para o centenário, momento aguardado com entusiasmo pela população. Neste ano será nomeado o conselho do centenário assessorará o prefeito em todo o planejamento desta festa. Para ele, o maior presente que a população pode ganhar é que o dinheiro público retorne ao público com agilidade, resolvendo os gargalos estruturais, logísticos e de serviços públicos de todas as áreas. Vladimir explicou que pretende trabalhar sempre buscando a excelência, com um serviço público de qualidade e inclusivo, fazendo com que o dinheiro público renda cada vez mais, para ter grandes obras, conquistas e festejos.

“Este aniversário de 97 anos é um marco na minha vida pessoal e política, meu primeiro aniversário como prefeito de Divinópolis. Ao mesmo tempo, inicia a contagem regressiva para o seu centenário. É motivo de muita honra e alegria estar junto com a população de Divinópolis compartilhando este momento com muito civismo, muita cidadania, mostrando a sociedade para a própria sociedade. Espero para o centenário manter uma cidade alegre. Divinópolis tem esta característica e a gente tem que fomentar sempre, de ser um povo alegre e acolhedor e ter uma Prefeitura empreendedora, que faz as coisas acontecerem, como estamos procurando fazer neste início de mandato”, disse.

O vice-prefeito Francisco Martins comentou a alegria do momento de festividade e agradeceu o empenho de todos os servidores municipais, responsáveis pelos resultados positivos desta administração. “É uma felicidade muito grande ter esta honra de cumprir esta etapa da vida enquanto vice-prefeito e comemorando os 97 anos de Divinópolis. É uma honra e aumenta o nosso desafio de cada vez lutarmos mais para ter uma gestão pública mais eficiente junto ao prefeito Vladimir. Vamos continuar fazendo aquilo que já estamos fazendo: muita dedicação que Divinópolis merece. Os bons resultados obtidos até agora mostram o empenho da equipe, de cada um na sua área. Queria agradecer a todos os servidores municipais, agradecer pela dedicação diária. Vamos juntos fazer uma Divinópolis melhor, mais feliz, vamos crescer de verdade”, afirmou.

Autoridades parabenizam município

Após a cerimônia na Praça Dom Cristiano, as autoridades seguiram para o palanque no cruzamento da avenida 1º de Junho com a rua Rio de Janeiro, onde se posicionaram para assistir ao desfile. Durante as três horas e meia de duração, 27 entidades civis e militares desfilaram para o público.

O deputado estadual Dr. Rinaldo Valério ressaltou a hospitalidade da cidade, marca que tem que ser preservada e enaltecida. “Tenho o prazer de representar Divinópolis na Assembléia através do voto do povo de minha cidade e, graças a Deus, tenho me empenhando para representar cada vez melhor, com carinho, com amor, com força de trabalho, porque Divinópolis merece. Esta cidade que cresce a cada ano, dá oportunidade para pessoas daqui e para pessoas que vem de fora e abraçam Divinópolis como cidade mãe, são todos muito bem recebidos. Nossa cidade é cosmopolita, ela recebe todos de braços abertos, por isso é uma grande cidade, a maior do centro-oeste mineiro. Divinópolis merece este carinho do seu povo. A cidade tem que crescer, tem que ter pessoas a frente da Prefeitura, como o prefeito Vladimir, fazendo um trabalho sério, valorizando a nossa cidade. É isso que temos que fazer. Me orgulha muito estar aqui hoje junto dessas autoridades”, enalteceu.

Já o deputado estadual Domingos Sávio enfatizou a alegria em fazer parte deste momento, marcante na história do município. “É uma alegria ver esta manhã em que o nosso povo vem pras ruas para comemorar, mostrando o amor que todos nós temos com Divinópolis, o compromisso que nós temos com esta nossa cidade querida. Portanto, estes 97 anos, quase um século, representam o trabalho de muita gente, a história se faz através da luta de todos. E eu fico muito feliz em fazer parte desta história, dedicando meu trabalho, com muito carinho, todas as minhas forças para que Divinópolis seja cada dia melhor”.

O deputado federal Jaime Martins Filho falou sobre os desafios que o município ainda tem para chegar no centenário. “O 1º de Junho é sempre uma oportunidade em que a cidade faz uma reflexão. É um momento em que a gente pára e vê as coisas que nós conquistamos e aquilo que ainda precisamos fazer. Estamos nos aproximando dos 100 anos e a cidade tem avançado muito em muitos setores. E temos ainda coisas a serem vencidas como a recuperação do Rio Itapecerica, o desafio da saúde, de pelo menos dobrar o número de leitos do SUS e dar um atendimento condizente com aquilo que é o porte da nossa cidade, o desafio da transposição dos trilhos. Temos muitas coisas a fazer ainda para chegarmos aos 100 anos com esta cidade na condição que queremos. Divinópolis é pra mim a melhor cidade do mundo. Mas sempre é possível fazer um pouco mais para melhorar e dar mais qualidade de vida a nossa população”, afirmou.

Edmar Rodrigues, presidente da Câmara Municipal, disse, em nome dos demais vereadores, da importância da data magna do município. “É uma alegria muito grande para todos nós divinopolitanos estes 97 anos, rumo ao centenário. Isto para a Câmara Municipal é muito importante. Nós esperamos que o Divino Espírito ilumine todos os divinopolitanos para que nós possamos ter uma cidade melhor para se viver”, concluiu.

Já o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas - CDL - de Divinópolis, Petrônio Aquino, afirmou que é uma satisfação e um prazer estar presente no desfile de 1º de Junho, nas comemorações do aniversário da cidade. “Divinópolis é para nós, da CDL, e pessoalmente, uma cidade importante no centro-oeste de Minas Gerais. Então a gente faz questão de estar presente na solenidade. A proximidade que temos com o Executivo e o Legislativo tem facilitado muito a questão da CDL, das lojas de Divinópolis. Entendemos que esta parceria está só iniciando e que vamos colher bons frutos com a administração de Divinópolis”, disse.

Autoridades militares e eclesiásticas

Além das autoridades políticas, representantes militares e religiosas se fizeram presentes na cerimônia. O Tenente Coronel Eduardo Campos, comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar, destacou a satisfação de comemorar junto à comunidade os 97 anos de emancipação política de Divinópolis. “A Polícia Militar, desde o início da cidade, faz parte, trazendo trabalho e segurança para a comunidade, da qual fazemos parte. Por isto estamos felizes também em estar aqui com todas as autoridades, com os munícipes, aproveitando para parabenizar esta comunidade ordeira e bonita de Divinópolis”, ressaltou.

O comandante do 10º Batalhão de Bombeiros Militares, Major Matos, também ratificou a alegria pela instituição estar presente na data. “Particularmente, eu que participo como comandante do Corpo de Bombeiros pela primeira vez, diria que é um momento inusitado, especial, em que o Corpo de Bombeiros dá a sua parcela dentro do contexto de suas atribuições, fazendo com que a cidade de Divinópolis tenha tranqüilidade e segurança com a presença da instituição. E que a gente possa, cada dia mais, executar nossas missões, dando a tranqüilidade que o povo divinopolitano merece”, afirmou.

O Padre Reni Nogueira dos Santos representou o Bispo da Diocese de Divinópolis, Dom Tarcísio Nascentes dos Santos, que estava em viagem devido ao falecimento de sua mãe. O sacerdote proferiu a benção no momento inicial das comemorações da data magna, na rotatória da Praça Dom Cristiano, e depois assistiu ao desfile no palanque oficial. Ele falou da alegria da data, ainda no clima de comemoração dos 50 anos da Diocese de Divinópolis.

“Quero parabenizar nossa administração na pessoa do prefeito Vladimir e sua equipe, e dizer que é uma alegria poder estar aqui por duas razões: primeiro, porque eu sou divinopolitano. Depois, por estar representando o nosso Bispo, que está em viagem, por questões de problema familiar. Mas por trazer aqui esta palavra de Dom Tarcísio, de apoio, de presença, e da alegria de ser o nosso 4º Bispo. Parabéns pela organização do evento dos 97 anos de Divinópolis e que a paz de Deus possa fortalecer cada vez mais nossa cidade e nosso povo”, disse.

Padre Reni ainda relembrou o tema da Campanha da Fraternidade 2009, a segurança pública, e afirmou que este momento deve ser de união de todos em busca da paz. “Nada melhor do que unirmos nossas forças de cidadãos e cidadãs, vivendo o espírito verdadeiramente de paz, de segurança na família, em todos os lares. Então, representando o nosso Bispo Dom Tarcísio, deixo aqui uma benção toda especial para que as famílias vivam a paz, e nossa cidade seja, realmente, um verdadeiro espelho de harmonia e de paz. Felicidades e que Deus ilumine a todos”, finalizou.



Categoria: Kultura
 Escrito por Anderson às 10:59:26
[] [envie esta mensagem] []



Projeto Fazendo Arte

 
 

Projeto Fazendo Arte

CULTURA: Projeto de Divinópolis é premiado no Estado

22/12/2008

A peça cultural “Mojubá: Brasil em preto e branco”, resultado do Projeto Fazendo Arte, viabilizado através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, foi eleita a melhor mostra artística de 2008 de Minas Gerais. A premiação ocorreu na quarta-feira (17/12) no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. A coordenadora do projeto, Lenir de Castro, recebeu ainda das mãos do vice-governador, Antônio Anastasia, o prêmio de melhor coordenação do em todo o Estado.

Estiveram presentes na cerimônia a Secretária Estadual de Educação, Vanessa Guimarães Pinto, o Secretário de Governo Danilo de Castro, a Secretária Adjunta da Secretaria de Estado de Cultura, Sylvana Pessoa, Marcelo Andrade, Presidente da ONG Humanizarte, Luiz Gonzaga Leal, Diretor Territorial da TIM e Conceição Maciel, representante da Gerdau - Divinópolis.

O projeto realizado em Divinópolis concorreu com outros desenvolvidos por toda Minas Gerais, inclusive com cidades de forte tradição cultural como Uberlândia, Araxá, Uberaba, Varginha e Poços de Caldas, entre outras. O júri da premiação foi composto por integrantes da ONG Humanizarte. Na premiação, Antônio Anastasia teceu elogios ao trabalho realizado na cidade, ressaltando a importância do projeto que, além de levar cultura aos cidadãos, estimula crianças e jovens a terem uma vida mais digna.

O “Mojubá: Brasil em preto e branco” foi realizado em 2008 em Divinópolis com alunos da rede pública de ensino, através do projeto Fazendo Arte. A direção artística do espetáculo foi de responsabilidade de Lene Pereira. Segundo a coordenadora, Lenir de Castro, o espetáculo que mescla música, dança e artes cênicas, mostra a influência do negro na cultura brasileira. A peça, que tem direção de Lene Pereira, foi apresentada três vezes, todas elas em sessões lotadas no Teatro Municipal Usina Gravatá.

Este é o segundo ano consecutivo que Lenir de Castro recebe o prêmio de melhor coordenação estadual, através de projetos de Lei Estadual de Incentivo a Cultura. O espetáculo “Mojubá: Brasil em preto e branco” tem patrocínio da Gerdau e a parceria da Prefeitura de Divinópolis e a TIM.



Categoria: Kultura
 Escrito por Anderson às 10:37:43
[] [envie esta mensagem] []



Santo Daime

 
 

Santo Daime

La teo de Sankta Dajmo

 



Categoria: Kultura
 Escrito por Anderson às 12:01:28
[] [envie esta mensagem] []



Santo Daime

 
 

Santo Daime

Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra (CEFLURIS) foi fundado por Sebastião Mota de Melo, em 1974, na atual Vila Céu do Mapiá, no município de Pauini, Amazonas. É uma das principais vertentes do culto de origem amazônica denominado Santo Daime. Esta entidade é responsável pela expansão da doutrina do Santo Daime para além do estado do Amazonas, fato que teve seu início por volta dos anos 80.

Seu atual presidente é o filho de Sebastião Mota, Alfredo Gregório de Melo, chamado entre os seguidores do Santo Daime por Padrinho Alfredo, é, também, o principal chefe religioso desta doutrina atualmente.

História

Após a morte de Raimundo Irineu Serra, Sebastião Mota, junto com alguns seguidores, deixou o Alto Santo, onde estava situada a comunidade dos seguidores de Mestre Irineu e criou, em meados da década de 70 ,a comunidade da Colônia Cinco Mil, em Rio Branco no Acre. Em 1974, foi registrado no cartório dessa cidade o Centro Eclético da Fluente Luz Universal Raimundo Irineu Serra e publicado seus primeiros estatutos, de cunho eminentemente regionalista. Nos anos 80, cumprindo as mensagens espirituais dos hinos que recebia na época (Hinário da Nova Jerusalém), mudou a comunidade para o coração da floresta amazônica, na localidade denominada Rio do Ouro. Dois anos depois, iniciou a abertura, no igarapé, da Vila Céu do Mapiá.

Em 1989, durante o primeiro Encontro das igrejas daimistas no Céu do Mapiá, foi aprovado o novo Estatuto do CEFLURIS, que passou a ser uma entidade âmbito nacional. Esse estatuto era mais avançado que o primeiro e já previa os desdobramentos da entidade ao nível internacional.



Categoria: Kultura
 Escrito por Anderson às 11:44:27
[] [envie esta mensagem] []



MUZIKO

 
 

MUZIKO

M U Z I K O

Muziko (greke μουσική (τέχνη) - musiké (téĥne) - arto de la muzoj, en la latina (ars) musica jam kun malpligranda signifo sonarto, sonaĵo, muzika prezentaĵo) estas arta aŭ amuza ordo de sonoj, pensita aŭ ne. La nuntempa difino de muziko estas grande kritikita, sed kutime ofertita kiel serio de organizitaj sonoj kaj silentoj, tempa en naturo kaj ĝenerale havanta iun gradon de ritmo kaj melodio. Harmonio estas kutime aldonita.

 



Categoria: Muziko
 Escrito por Anderson às 11:30:08
[] [envie esta mensagem] []



Música Barroca de Minas

 
 

Música Barroca de Minas

A Música Barroca de Minas Gerais





1. Uma Introdução: redescobrindo o passado musical brasileiro

No século XVIII, a capitania brasileira de Minas Gerais foi o destino de aventureiros numa corrida ao ouro, que gerou fortunas em Portugal e em seu principal fornecedor de produtos manufaturados, a Inglaterra, e também criou uma sociedade rica e refinada no próprio território das minas.

Esta sociedade gerou mestres artesãos, destacando-se o escultor e arquiteto Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, e o pintor Manuel da Costa Ataíde. Eles construíram inúmeras igrejas ricamente ornadas com o ouro da região, no estilo maneirista então predominante em Portugal.

A música estava presente nas cerimônias religiosas e em eventos especiais. Mas, como a imprensa não era permitida na colônia, ela circulava somente em manuscritos e, por esta limitação, passou mais de um século esquecida em antigos arquivos e baús. É o caso, por exemplo do compositor Joaquim de Paula Souza, cuja antífona de São Joaquim, Laudemus Virum Gloriosum <> acabou por chegar até nós, junto com outras poucas.

A partir de 1939, o musicólogo alemão (naturalizado uruguaio) Francisco Curt Lange(1903-1997), partindo da idéia de que uma civilização que gerou artistas como o Aleijadinho deveria ter gerado também mestres na arte da música, viajou pelo interior de Minas Gerais, adquirindo partituras das famílias dos antigos músicos.

Lange percorreu cidades como Prados, Mariana, São João d"El Rey e Tiradentes. No final dos anos 50, ele havia reunido milhares de partituras, cujo provável destino seria a destruição. Descobriu toda uma geração de músicos que, sem o seu zeloso trabalho, estaria condenada ao esquecimento.

Este é a introdução de uma série de artigos, nos quais será narrada a história da música barroca de Minas Gerais e seus principais compositores. Eles foram mestres de um estilo sem paralelo na história da música mundial, um verdadeiro amálgama das culturas portuguesa, indígena e africana, formadoras do nosso país.



Categoria: Kultura
 Escrito por Anderson às 11:16:47
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]